ACOMPANHE A COLETA EM TEMPO REAL

USUÁRIO: cidadao
SENHA: cidadao
LIXO ORGÂNICO

O lixo orgânico é todo resto de alimento, como cascas de legumes, frutas, raízes, vegetais e folhas, entre outros tipos de resíduos de origem biológica.

 

O ideal é separar o lixo orgânico e embalá-lo em sacos biodegradáveis. Existem sacos de lixo feitos de plástico biodegradável como o plástico verde, o plástico PLA e o plástico de amido.

Compostagem: reciclagem do lixo orgânico em casa!

É preciso separar o lixo orgânico, mas melhor do que separar e embalar corretamente o lixo orgânico é praticar a reciclagem dos orgânicos em casa.

Essa é uma opção de reciclagem do lixo orgânico que evita a emissão de gases do efeito estufa pelo transporte até aterros.

 

 

 

LIXO RECICLÁVEL

Como separar o lixo reciclável?

 

O lixo reciclável é composto principalmente pelo papel, papelão, vidro,  alguns tipos de plástico e alumínio.

O ideal é que na reciclagem do lixo você os separe de acordo com seu tipo: alumínio vai com alumínio, vidro vai com vidro, plástico PET vai com plástico PET.

Mas às vezes é difícil ter tempo e espaço para fazer trabalhar dessa forma. Se você não tiver tempo e espaço para fazer a seleção mais minuciosa, não se preocupe porque o mais importante na reciclagem é a higienização do lixo.

Lavar os recipientes de plástico e alumínio, por exemplo, evita que ele se transforme em local de reprodução de vetores de doenças e venha a causar desconforto aos trabalhadores que recolhem e manuseiam esse tipo de material.

Para facilitar a limpeza do material, você pode deixar a embalagem dentro da pia durante o dia, para que a água utilizada para lavar as mãos e a louça caia sobre ela, atuando como uma água reutilizada.

Depois de seco, o lixo reciclável deve ser embalado em sacos de lixo (não biodegradáveis reciclados ou recicláveis, de preferência).

Se entre os resíduos tiver vidro quebrado, atente-se ao descarte correto para que não aconteça acidentes durante o processo de coleta e reciclagem.

A reciclagem do papel também precisa de cuidados. O ideal é não amassá-lo, para que ele não perca suas fibras de celulose e, por consequência, seu valor comercial para reciclagem.

Parece reciclável, mas não é

Muitos materiais jogados no lixo ainda não são recicláveis, como papéis parafinados ou plastificados, adesivos, etiquetas, fita crepe, papel carbono, fotografias, espelhos, esponjas de lavar louça, esponjas de aço, entre outros.

Nesses casos seria legal não consumi-los ou consumir algo semelhante, mas que seja reciclável e menos impactante, ou trocar por materiais orgânicos, como as buchas vegetais.

Quando não for possível, outra alternativa é optar pela reutilização e, só em último caso, descartar.

Dúvidas?

3663-1775
das 9h às 18h
Segunda a sexta-feira

© 2020 por JP Tres Empreend. e Urb. Ltda.